NUTRICIONISTA
   Tatyana Ferreira Sales - CRN 2335
   fone: 31-88280456 - 31.3681.2639
   nutricionista@lagoasanta.com.brl
SACIEDADE E DIETAS DE EMAGRECIMENTO  
SACIEDADE E DIETAS DE EMAGRECIMENTO

DIETAS DE EMAGRECIMENTO ME FAZEM PENSAR EM FOME, ANSIEDADE, DESEQUILIBRIO NUTRICIONAL E ATÉ PROCESSOS INFALAMATÓRIOS.
POR ISSO, PARA EMAGRECER, ACREDITO QUE TEREMOS QUE CONTEMPLAR ESSAS QUESTÕES CONCOMITANTEMENTE NO ESQUEMA ALIMENTAR, POIS NÃO TEREMOS SUCESSESO SE NÃO EUILIBRAMRMOS O ORGANISMO COM REFEIÇÕES SATISFATÓRIAS, FREQUENTES E NUTRITIVAS, E, PARA TANTO, PODEMOS USAR ALGUMAS ESTRATÉGIAS.


Visando à saciedade, teremos de oferecer várias refeições durante o dia com alimentos que satisfaçam pelo volume e pelo tempo de digestão, como frutas, legumes, cereais integrais e proteínas, além das gorduras de boa qualidade, as quais são digeridas lentamente, promovendo maior tempo de plenitude gástrica.
A ansiedade é fator difícil de lidar, uma vez que teríamos de trabalhar as causas, e este não é o nosso papel.
O que nos cabe aqui, por meio da alimentação, é de promover uma dieta que auxilie na produção de serotonina, para aumentar a sensação de bem estar e tentar minimizar a tensão provocada pela própria ansiedade.

Alimentos ricos em ácido fólico, magnésio, piridoxina e triptofano podem auxiliar, e as maiores concentrações estão nos alimentos folhosos verdes escuros- principalmente ingeridos crus, cereais integrais, castanhas, bananas, leguminosas, açaí e damasco.
Par evitar o desequilíbrio nutricional precisamos de variedade de alimentos e de nutrientes, além de variedade na forma de apresentação do alimento. Por exemplo, pão francês, pão integral, pão sírio, biscoito, macarrão, panquecas, atc.

Esses alimentos são compostos pela matéria primas, no caso, a farinha de trigo, mas poderíamos ter falado de suco de frutas com cenoura, suflê de cenoura, sopa de legumes com cenoura e assim muitos outros exemplos. Variar os alimentos ao longo do dia significa tentar não repeti-lo no mesmo dia.
Temos uma imensa variedade de alimentos à nossa disposição; experimente!
Sabemos que a obesidade está relacionada com o desequilíbrio de nutrientes, o que gera carências, mas também com o excesso de outros compostos, que podem ocasionar dano de estrutura, desordens metabólicas e até processos inflamatórias.

Estamos falando de excesso de sal, açúcar refinado, gorduras saturadas, trans e álcool, entre outros.
É imprescindível que esses alimentos sejam bem restringidos no início do tratamento e que, posteriormente, possa, ser reintroduzidos na dieta de forma cautelosa, sem consumo diário e sempre em pequenas porções, ou seja, ocasionalmente. Por outro lado, devemos equilibrar o seu uso com o de gorduras de boa qualidade, consumindo peixes como o salmão e a sardinha, semente de linhaça triturada, abacate, azeite de oliva e frutas oleaginosas, como castanhas, nozes, amêndoas, etc.

Quando provocamos o processo de emagrecimento, nosso organismo, produz toxinas que devem ser excretadas, primeiramente no fígado e depois liberadas na urina e nas fezes.

O consumo de brássicas como couve, repolho, brócolis, couve flor, o uso do chá verde e de muita água, além de fibras que promoverão um bom transito intestinal, terão um papel fundamental nesse processo.

Para finalizar, podemos pensar em como distribuir esses alimentos ao longo do dia, mas salientando que isso depende da rotina de vida, dos exercícios praticados e das características corporais. De uma forma geral, gosto de organizar as refeições da seguinte maneira:

Café da manhã rico em frutas, sucos, chás, pães ou cereais integrais e uma proteína como queijo magro ou leite magro.
Lanche com frutas naturais e ou oleaginosas.
Almoço que inclua saladas e legumes bem variados, deixando o prato bem colorido, temperado com azeite extra virgem, carboidratos não refinados e variados ao longo da semana, leguminosas e proteína.
Durante a tarde, podemos pensar em lanches, um mais leve no inicio e outro mais reforçado no final da tarde, dependendo de como foi seu dia, mas principalmente para evitar aquela fome demasiada no horário do jantar.
No jantar, prefiro orientar uma refeição mais leve, com saladas, sopas, suflês, legumes assados, recheados, cremes, acompanhados de proteínas magras e algum carboidrato ou grão dependendo da sua rotina.
O uso de alimentos na ceia vai depender do seu horário de jantar, mas este lanche deve ser sempre muito leve e ricos em fibras.
Evite ficar longos períodos sem se alimentar, pois a hipoglicemia leva à compulsão.
Mantenha uma rotina de vida saudável, com alimentos variados, boa hidratação, exercícios físicos orientados, momentos de lazer e aguarde os resultados.
Fonte: nutriexpert, edição 2010/11 .

Tatyana Fererira Sales
Nutricionista
CRN: 2335

31-88280456
nutricinoista@lagoasanta.com.br
Vejam o que já foi publicado
- Saciedade e nutrição
www.lagoasanta.com.br revista virtual da cidade